sábado, 21 de dezembro de 2013

Silent Hill 4 : The Room - Eu me borrava nesse

 http://fc01.deviantart.net/fs70/f/2012/169/a/2/silent_hill_4_the_room_random_sh4_hd_screenshot_2_by_darkreign27-d5402u9.png



Num belo dia , você se acorda e se depara com sua porta assim . E desse jeito começa Silent Hill 4 - Room .
 Eis aqui o melhor Silent Hill de todos , e o último feito pelos japoneses , então o que veio depois não prestou mais , pois americanos não sabem , de jeito nenhum fazer um jogo de terror (os blockbuster pelo menos , A.K.A Dead Space que é legal , depois vai cansando , porque o jogo é só sustinho e não elementos que assustam) . Esse jogo originalmente não era pra ser Silent Hill , mas como a temática era muito parecida com Silent Hill , ele apenas incorporaram o game no outro . Uma tática meio porca , mas que explica bastante a falta de alguns elementos do anteriores .
 Por que é o melhor ? Pelo fato de tudo ser um mistério nesse jogo . Não estou desmerecendo os anteriores , mas esse aqui ganha , pelo simples motivo de tu não saber nada . NADA!
Os silent hill's anteriores , os personagens sempre estavam em busca de algo em Silent Hill , e acabavam se deparando com a cidade do capeta , mas esse aqui não . o jogo não é inteiramente ligado com os anteriores ou a cidade . É uma história paralela que eles deixaram de expandir pra tocar na mão dos americano que fizeram o shitoso Homecoming , Origins e Downpour . Nesse aqui ao se deparar com a sua porta desse jeito , Henry não sabe o que fazer, pois ninguem saberia . Então ai seu lindo apartamento começa se encapetar lhe obrigando a exorcizar ele . Nesse submundo do terror , um buraco em sua parede do banheiro se abre , dando Henry a esperança de conseguir alguma ajuda pelo lado de fora do buraco , mas ai ele é transferido pra outros lugares , e que nesse busca ele encontra pessoas e lugares aos redores de Silent Hill e uma prática de ritual. Percebes na imagem acima que tens cadeados na porta ,então na medida que Henry vai conhecendo o mundo afora pelo buraco do banheiro as correntes vão saindo , o que lhe impulsiona a continuar entrando e saindo do buraco pra se soltar . Pra melhorar a situação de Henry , um dos piores serial killers de lá , conseguiu fugir ,então o medo está á solta , pois você lida com as anomalias e talvez terá que cruzar caminho com Walter Sullivan . No começo do jogo é muito díficil conseguir regenerar sua vida , pois os suprimentos são muito , mas muito escassos , mas seu ao voltar ao mundo normal dentro de seu apartamento você regenera sua vida . Nisso tudo que você sai do buraco em busca de ajuda , os capeta vão entrando pra dentro de casa e dai , esse é o resultado de não excorcizar a casa . Como é um coisa que vai acontecendo lentamente , é difícil de controlar e perceber que o capeta tá entrando lá .(No spoilers . dont worry )


Nesse game você enfrenta fantasmas e outros tipos de coisas . O mais legal é que são fantasmas e não tem um jeito de matar eles . Apenas apagar por algum tempo , lhe fazendo ser obrigado vir com as armas certas pra cada lugar diferente que você visita .
O jogo tem um tom mediano de terror psicológico comparado aos outros que te deixava no mundo do mal mesmo com cabeças penduradas , crianças mortas e essa coisas . Nesse aqui deu uma diminuída drástica nessas coisas . Pois como eu havia comentado não era um projeto Silent Hill . Mas não deixa de ser um jogo maravilhoso e profundo ao mesmo tempo . Como todo Silent Hill antigo feito pelos asians-boys esse game tem trocentos finais dependendo da maneira de como agistes durante o jogo .
A trilha sonora da Yamaoka é fantástica! Sério mesmo . Eu não achava isso até jogar o Downpour que teve o tiozinho da trilha do Dexter (série) . Não é ruim a do Downpour , mas não se compara nem um pouco com a desse aqui . E acredite ! A Yamaoka faz uma grande diferença em Silent Hill .
Pra mim , esse foi o melhor Silent Hill de todos , pois você não está atrás de alguem nesse . E Sim de liberdade .

Nenhum comentário: