quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

O Voo - Um filme sobre drogas e alcoolismo e de que um herói nem sempre é feliz depois de seus atos de heroísmo ...



Sinopse : 
Neste filme Whip ( Denzel ) é um divorciado e infeliz homem que está na drogas e nas bebidas , só que tambem é um piloto de avião . Nisso , Whip vai pilotar seu avião bebado e acaba evitando um desastre aereo que seria fatal . Depois disso as investigações começam , e as autoridades começam a se questionar de como o incidente teria se iniciado , e Whip é o principal suspeito das investigações .

Resenha : 
Esse é um filme difícil de ser analisado , pois a atuação de Denzel é muito boa , mas a história não é tão prendível o quanto se espera de um concorrente do oscar . Mas tá ! Depois de salvar 96 vidas de 102 do acidente que evitara , Whip decide mudar sua vida de forma radical , e parar de vez com o alcoolismo , e então é aqui que conhece Nicole , que é uma drogada que está tentando sair da vida do vicio . Até ai tudo bem . Mas o que fica um pouco sei lá , é o jeito que ela dá seu endereço á Whip sem ao menos conhecer ele . Mas tudo bem ... Na cena em que Whip e Nicole se conhecem há um diálogo muito bom de um cara que não me recordo o nome que tem cancer muito raro , e tem plena convicção sobre os planos de Deus em sua vida , mesmo no fim dela . ( Por favor ateus , não estou puxando para o lado religioso ... ) De como alguem mesmo com tantas dificuldades ainda acredita em Deus mesmo nas piores circunstâncias . É um ponto chave por eu ter um apreço muito grande pelo Denzel , pois no Livro de Eli , ele é um religioso fanático que luta pela restauração da humanidade , e chega a ser tão convincente que nem parece que ele está atuando e sim expondo seus verdadeiros sentimentos religiosos . Aqui neste filme é diferente . Pois Whip é um perdedor , pois sua esposa não gosta dele por causa de seus problemas com o alcoolismo , sua "namorada" morreu na queda do avião , e está sendo investigado ,sob circunstância de que se ele for o culpado levar prisão perpétua por homicídio culposo ... A maneira que alguns personagens são introduzidos no filme é um pouco forçada , o fazendo engolir de qualquer maneira a existência deles ali , mesmo eles sendo irrelevantes na trama . Exemplo de Nicole , que nada mais é do que uma personagem que se não existisse não teria um impacto profundo no encerramento da trama . O desenvolvimento é bem lento , e talvez você desista de ver na metade . Mas não significa que o filme é ruim , e sim que seu desenvolvimento é muito , mas muito lento mesmo . É um filme que se você gostar , te da esperança , mas não esperança de que um dia a vida vá ser melhor , e sim de que o personagem irá se curar de seus vícios , e tem partes que você espera simplesmente que ele se foda na vida de tão idiota que ele é . É realmente muito bom isso num ator . A Habilidade de odiar e gostar dele ao mesmo tempo . Algo similiar á Walter White de Breaking Bad . Don Cheadle , o Hugh no filme é o advogado de Whip . pra quem não sabe é o astro de House of Lies , ou o patriota de ferro no filme Iron Man . No começo do filme ele se mostra muito incomodado pelas ações de Whip , mas do nada do filme ele começa a querer encobertar as cagadas de Whip até o caminho ao tribunal . Algo que ficou muito retardado pra mim , mas foda-se . Eu tive que engolir , porque se eu não tivesse , não teria terminado de ver o filme . O encerramento da trama é bem legal , é um final feliz , e triste ao mesmo tempo . Depende do ponto de vista de quem tá olhando , mas é bem controverso a maneira de que se desenrola as decisões finais , mas é engolível ... Mas concluindo : É um filme que se você não gostar de drama nem olhe , pois só irá se cansar mesmo . E tambem se gostar de acompanhar o trabalho de Denzel , é um bom filme , dosado com altas cenas em que você não sabe se odeia o personagem ou desliga o filme pra saber o que acontece no final , mas não é um filme que você deve ver com as expectativas lá em cima , pois é bom , mas pra quem tem paciência mesmo ...


Nenhum comentário: