sexta-feira, 25 de março de 2016

Batman V Superman : A Origem da Justiça - Se você já viu, assista novamente, provavelmente será ainda melhor.

Traduzir o filme em uma palavra é uma tarefa ardua , mas se fosse para resumir essa palavra seria : Fantástico!!! (Com várias mais exclamações)


A internet têm sido bombardeada de recpeções e criticas negativas de sites especializados, mas o buraco não é tão embaixo assim.
Acredito que a critica têm seguido uma lógica diferente para achar o filme confuso e corrido,o que não chega a ser uma mentira, mas confuso, nem de perto. Até o climax final do filme , são metade de dois atos de diálogos e mais diálogos. Claro que há algumas cenas de ação durante o filme, mas o que leva o filme pra frente mesmo são seus diálogos. Pra quem reclama para a falta de foco no Superman, aconselho arduamente que assista "Homem de Aço" que tem sua história inteira contada lá. Já neste filme, parece que alguns criticos e espectadores se esqueceram que é um filme que têm a função de introduzir seus novos personagens, já que é um universo totalmente novo.
     
 (Continue Lendo)

 A jogada da DC é muito mais corajosa e plausível, já que sua concorrente acumula mais de 10 filmes em seu universo compartilhado, séries da S.H.I.E.L.D e dos vigilantes urbanos em seu portfólio. Logicamente a DC teve de correr atrás de seu prejuízo introduzindo de forma majestosa Bruce Wayne, Diana Prince, Ciborgue, Flash, KGBesta, Aquaman, Lex Luthor e claro, a Kryptonita que havia ficado de fora do "Homem de Aço". Tudo isso feito em um só filme de duas horas e meia. Mais do que o esperado que o Superman iria ficar meio que lado nesse filme, já que é uma visão mais humana sobre o Superman e o que ele pode fazer. Admito que eu, como um grande admirador do Superman fiquei chocado em algumas cenas do que ele pode fazer com a terra e o que as pessoas sentem a respeito dele. E é nisso que o filme tem de melhor, e em minha singela opinião e pra quem é fã de Batman incondicionalmente é ainda mais fácil achar o Superman uma ameaça terrível, como é mostrado no plano inicial, pois em o "Homem de Aço" há aquela visão heroica sobre o Superman, mas nesse, não. Você sente tudo o que ele causou em salvar a terra, as consequências, e as famílias que foram dizimadas no processo de parar Zod.
Sobre as reclamações de o filme ser corrido ou meio parado(as duas definições que mais leio de quem está reclamando), é meio plausível se você não pegar as referências, ou não tiver paciência para diálogos e mais diálogos por quase 1 hora e meia. Pra quem curte algo mais rápido e repleto de ação, como de praxe nos filme da Marvel, esse filme não é para você. Esse é um filme que te faz realmente refletir sobre o que está acontecendo, fazendo-o em alguns momentos achar o Superman um grande otário, ou até mesmo pena.
Pra mim essa á obra que te faz mais ter empatia com o personagem. Christopher Reeve e Richard Donner têm sim seus méritos, mas aquele Superman é de uma época em que os quadrinhos sofriam total repressão da mídia por serem sombrios e violentos, deixando assim o escoteiro azul com uma imagem de perfeição. O que hoje se vê nos quadrinhos é quase que ao contrário, que o Superman é tão humano quanto nós, e está sujeito a ter emoções, que vão de raiva descontrolada até total compaixão, pois o Superman é super em tudo, e por esse emaranhado de emoções que está ali o Morcego de Gotham que está pronto para repreender ele caso algo saia do controle. E é nisso que o filme se baseia. Pode não ser tão escrachado como nos filmes da rival, mas o embate ideológico ali é fortíssimo, e se discorda, recomendo que assista novamente. Superman chega a ser até hipócrita em alguns momentos de tão forte que seu conflito com Batman é.

Lex Luthor em minha opinião foi o cara que roubou totalmente a cena. Eu não esperava algo tão grandioso do personagem. Esperava alguém ali com medo de Superman, por ele ser o Superman, mas não. Ele é ruim ,e parece que é de nascença e o filme não perde tempo te explicando o porque da ruindade dele. Ele é ruim e louco e ponto final. Só isso que você precisa saber sobre Lex Luthor. A forma como ele tem tudo sob controle é gneial. O único vilão do filme é ele, e isso é mais que o suficiente. Ele sabe todos os passos que os heróis darão ,e já tem algo planejado mais pra frente, pra ter certeza de que nada dará errado. Esse sim é um vilão com presença, diferente da concorrente que ainda não emplacou nenhum vilão de nome ainda, apenas vislumbres de algo que pode ou não nos decepcionar. Lex quer ver o circo pegar fogo, provar teorias e tacar terror. Seu senso de humor é perturbado e as vezes você se pega pensando que ele é realmente um filho da p**, pois é pra isso mesmo que ele veio. Você percebe nos diálogos que ele é um cara completamente louco e inteligente, ou pra quem é louco também entenda o que ele está falando. Em cada frase que sai de sua boca são metáforas e citações da mitologia grega e questões religiosas.( Fico imaginando aqui, que se entregaram um Lex tão bom , imaginem o que pode ser feito com o Coringa em Esquadrão Suicida.)


Nesse filme vemos um Batman psicopata bem similar ao de Frank Miller, e presença quase que constante da mídia sobre o que o povo acha dos heróis, e vários debates sobre o que o Superman representa para a terra. Bruce é fortemente atormentado pela morte de seus pais, como de praxe quase toda noite é dia de pesadelo, mostrando o quão fiel é dos quadrinhos. Em alguns momentos até o Superman é meio Frank Miller. Este Batman não é aquele Batman herói que o Cavaleiro das Trevas de Christopher Nolan construiu. É um vigilante que dá medo até em quem ele salva. É visto como uma lenda urbana e é letal. Um Batman psicopata, atormentado e seu fiel escudeiro ali para aliviar sua tensão, Alfred. Esqueça todos os Batman que já vistes no cinema. Este é o Batman definitivo. Se você não entender a razão do mesmo fazer o que faz com os bandidos, assista/leia The Dark Knight Returns e re-assista o filme, e então depois critique este Batman, pois esse não tem pudor. Ele é o limite entre o crime e a Lei

Para quem diz que é um filme confuso, pode não ter entendido ou gostado da maneira que as coisas foram introduzidas, como eu disse logo mais acima. As introduções ao universo DC são sutis. Não tem um narrador, ou alguém te explicando o porque das coisas estarem ali. Elas apenas estão e se tudo der certo, será explorado mais pra frente ou seus filmes solo ou na própria Liga Da Justiça.Um universo foi montado e pra quem não percebeu, não gostou. Na pior das hipóteses pode até ser que foi corrido mesmo, mas tudo isso será "corrigido" na versão estendida que sai em Blu-ray o qual terá um aprofundamento muito maior.

Vi comentários que Zack Snyder é apenas o cara do copiar e colar dos quadrinhos pro filme, mas sinceramente não acho isso um problema. É difícil entender a cabeça de quem gosta de complicar as coisas. Quando não se tem referencias, tá lá o cara que não respeita o cânone, e inventa qualquer coisa. Vide qualquer filme antigo do Batman, seja de Tim Burton até Nolan. Nada era respeitado, mas parece que quando fazem é cagada. É CRTL + C CRTL V. O que Snyder fez, era o que todos pediam. Fidelidade.
Nesse quesito Snyder é tão, mas tão visionário, que é como o chamam, pois adaptou de maneira rápida e sem exagero a série de jogos Batman:Arkhram, Justice League:Doom , Injustice, The Dark Knight Returns, Superman: Doomsday, The Flashpoint Paradox e acredito que pouquinha coisa da Liga da Justiça dos novos 52.

Concluindo: Batman v Superman é um filme feito para fãs e não tem vergonha de esconder isso. Quem assiste cinema casualmente e tem a mente mais aberta é o filme certo para você. Ele é um filme sombrio sim, mas não tanto quanto Homem de Aço. Há diálogos engraçados, mas não são piadas, são apenas engraçados, mas ainda assim não perde o foco. É um filme repleto de referencias á quadrinhos e adaptados .Zack joga o universo que eles estão criando na sua cara ,e nem se incomodam de te explicar, por que vai chegar a hora de explicar. Tudo tem seu tempo. A introdução vai desde á viagens no tempo e dimensões paralelas até o temido Darkseid. São inúmeras referências e possibilidades que Zack Snyder criou para os próximos diretores. O que resta é coragem dos mesmo de adentrar neste universo tão rico e sombrio que é o da DC Comics. Batman V Superman é um filme que você sempre quis ver, e parece que a DC/Warner sabia disso e por isso achou melhor você esperar para ver o que está por vir. O erro/acerto da Warner/DC é direcionar o filme para um público mais avançado seja no universo DC ou na idade, pois o filme não tem tempo para brincadeiras, tampouco piadas. É filosofia intensa do inicio ao fim e encerra por vez a dúvida de céticos com a DC Comics no cinema. A DC está no jogo, e se continuar assim, o universo dela vai ser, e acredito que já é estabelecido. Devido á tantas referências que o filme traz consigo o longa tem um universo tão grande quanto o da concorrente Marvel, que está lutando ainda para conseguir montar um universo coeso e rico depois de 10 filmes. A DC expandiu em um só. Os erros que apontam sobre o filme, eu simplesmente não consigo enxergar. Os argumentos não convencem. São apenas burburinhos. O filme é perfeito, e cita exatamente o que deu "errado" no seu antecessor. Essas são as únicas explicações que o filme tem. Batman v Superman é dirigido por Zack Snyder, tem sua trilha sonora composta por Hans Zimmer e Jukie XL(Ganhador do Oscar pela trilha de Mad Max: Estrada da Fúria),  Roteiro de David S. Goyer e Chris Terrio.
Que venha a Liga da Justiça!!!




Nenhum comentário: