segunda-feira, 31 de outubro de 2016

O mundo de Mad Max(PS4)



Por minha fascinação ao mundo do cinema, tento sempre que possível passar para os videos games minhas fixações como um futuro diretor/produtor/ator.

Essa mania me faz querer sempre tirar fotos ou gravar grandes cenas de ação dentro dos jogos, como se fosse um grande filme. Tenho uma certa dificuldade em fazer isso com fotos, mas não deixei passar que o mundo de Mad Max, jogo de 2015, tem um mundo gigantesco, mal aproveitado, infelizmente, mas que porem, o pouco disso pude mostrar numa série de vídeos de Max lutando contra os grandes chefes. Não faz parte da campanha principal, mas a ideia de que há grandes lideres controlando territórios, e Max como o guerreiro da estrada tinha o dever de combatê-los, transformei ele num grande justiceiro na série de videos.
Entrando um pouco nos méritos do jogo, que era o ponto do qual eu não queria entrar, é um jogo lindo visualmente. Roteiro bem simples, mas sofre com o problema de grandes repetições e diversidade em missões e cenários. Quem assistiu aos filmes, sabe que por mais difícil, o cenário é diversificado. Chefes genéricos, e final vazio que parece(ou não) que ganhará uma continuação seja por DLC ou por um segundo game mesmo. Não apaga o brilho do jogo, ou jeito que se desenvolve. Poderia ter sido melhor apresentado, mas talvez numa possível continuação, todos esses erros podem ser consertados. Isso influenciou bastante na minha busca pelos chefes de território. Justamente por imaginar que eu iria entrar num loteamento diferente, e enfrentar ameaças diversificadas. Ficou só na minha fértil imaginação, mas a busca por justiça de Max dentro da Wasteland continuará.


















Nenhum comentário: